O projeto “Centro de Referência Virtual Indígena” em parceria com Armazém Memória, MPF , Embaixada da Noruega está a todo vapor, estamos ampliando a documentação digital e o acesso à cultura indígena , já foram digitalizadas mais de 368.733 páginas feitas, equivalente a 43,37% do total a ser digitalizado! E ainda tem muito mais, serão 850.000 páginas de documentos que serão mapeados, digitalizados, indexados e posteriormente disponibilizados para consulta pública por meio de um portal na internet, à população em geral e à 6a Câmara – Populações Indígenas e Comunidades Tradicionais do Ministério Público Federal (MPF).

Vale ressaltar que o primeiro estudo na documentação levantada pelo Armazém Memória já foi enviado ao MPF envolvendo processo judicial ligado ao povo Avá-Guarani x Itaipu Binacional e o caso Xokleng foi indicado como próximo estudo.
Estamos fazendo parceria om o O OBIND (Observatório dos direitos e políticas indigenistas) para o monitoramento diário das coletas das notícias publicadas em 50 sites. A UnB (Universidade de Brasilia) com isso presta um serviço a comunidade acadêmica e à sociedade recolhendo o que é publicado sobre os povos indígenas em sites do Estado Brasileiro, indigenistas e indígenas, veículos de comunicação, proporcionando um espaço para a difusão do que acontece com a política indígenista em nosso país.

Conheça o OBIND, divulgue o portal a seus pares, inscreva-se nas mídias sociais do observatório e ajude a fortalecer a grande frente de pessoas que se preocupam com a existência dos povos indígenas e com seus direitos. Para conhecer acesse: http://obind.eco.br/noticias/    Facebook  Twitter. Compartilhe esta mensagem em seus grupos.

“Povos Indígenas, conhecer para compreender. Compreender para respeitar  seus direitos originários à sua terra, cultura e diferenças.” 

Visite o Relacionais