Registro de 1984 mostra que o povo Maxacali lutava pela devolução de suas terras e associam o fim da violência ao reconhecimento territorial.

O STF erra ao alegar a existência do marco temporal e o Ministério da Justiça até hoje não compreende coisa tão óbvia, insistindo apenas em mesa de diálogo.

FONTE: http://www.docvirt.com/docreader.net/DocReader.aspx?bib=HemeroIndio&PagFis=6013